Notícias

Fique por dentro

SERVIDORES DECIDEM SUSPENDER GREVE

Em assembléia realizada pela Assuel, nessa manhã no Campus e a tarde no HU, os servidores da universidade decidiram suspender temporariamente a greve iniciada no último dia 08. Segundo o presidente da Assuel Arnaldo Mello, a proposta do governo não contemplou totalmente as necessidades da categoria, mas já abriu as portas para a negociação. A proposta apresentada pelo governo prevê o pagamento de 4,94% referente inflação de maio de 2018 a abril de 2019. Este pagamento será de forma parcelada sendo, 2% para janeiro de 2020, 1,5% no começo de 2021 e 1,5% em janeiro de 2022. Arnaldo Mello relata que a categoria aprovou a suspensão da greve e caso o Governo deixe de cumprir o que foi acertado com Fórum de Entidades Sindicais (FES), a categoria poderá voltar a fazer greve no segundo semestre.

 

O presidente da Assuel çembra ainda que além do pagamento da data-base, o governo também se comprometeu em suspender o Projeto de Lei Complementar que trata do congelamento dos investimentos nas universidades do estado por 20 anos e outros direitos já adquiridos.

 

Na opinião de Arnaldo Mello, os servidores se fortaleceram politicamente por meio do movimento de greve das ultimas semanas, graças a participação de várias categorias que se uniram por seus direitos e saíram nas ruas para pressionar o governo.

 

Uma nova assembleia deve ser marcada para o mês de agosto, após o recesso parlamentar, caso o governo não cumpra com o que foi acordado com o FES.

 

 

SERVIDORES DECIDEM SUSPENDER GREVE
© 2019 - ASSUEL - Todos os direitos reservados Website? Fale Conosco - Londrina S/A