Notícias

Fique por dentro

REITORIA DA UEL PRORROGA SUSPENSÃO DE ATIVIDADES PRESENCIAIS ATÉ 31 DE MAIO

O reitor da UEL, Sérgio Carvalho, assinou nesta quarta-feira (29) novo ato executivo mantendo a suspensão das atividades acadêmicas presenciais, bem como a realização de eventos em todas as unidades da UEL até o próximo dia 31 de maio, como medida necessária para conter a transmissão do Coronavírus. A decisão foi tomada após reunião virtual realizada na manhã desta quarta pelo Grupo de Trabalho Técnico para gerenciamento de questões relativas ao COVID-19. 
De acordo com o novo Ato Executivo, servidores que não apresentem sintomas da doença e que necessitam manter atividades consideradas essenciais, deverão utilizar de máscaras de tecidos, preferencialmente. Atividades presenciais como bancas de defesa, aulas de pós-graduação ou demais eventos se mantém suspensos até o final do próximo mês.
Durante a reunião, os membros do Grupo de Trabalho Técnico ressaltaram a importância em seguir todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para combater a pandemia, como o isolamento social, uso de máscaras e cuidados com a higienização.
Combate - Com a decisão, a instituição soma esforços no combate à COVID-19 em constante diálogo com a Prefeitura do Município de Londrina, com a Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Secretaria de Saúde e demais órgãos do governo do Estado, e com as demais Universidades Estaduais, em consonância com o plano estadual de enfrentamento à doença que encaminhou estratégias importantes como a suspensão das aulas presenciais nas escolas públicas e Universidades por meio do decreto nº 4.230.
O reitor da UEL reforçou que a manutenção da suspensão é um desafio que se coloca diante de uma instituição com mais de 20 mil pessoas, que mantém atividades rotineiras com grande concentração nos mesmos locais e que registra fluxo de visitantes de vários locais do país. "O retorno das atividades provocaria grande deslocamento de pessoas em Londrina e região e até em outros estados. Essa é a característica do nosso trabalho", destacou. Ele demonstrou preocupação com a saúde dos servidores, professores e de estudantes. Dessa forma, o reitor classificou a decisão como técnica, integrada ao trabalho que está sendo realizado pelo Governo Estadual e pela Prefeitura de Londrina.
Ele explicou que a Administração da UEL continua monitorando constantemente os dados epidemiológicos locais e do país, buscando atuar em consonância com as autoridades sanitárias e de saúde pública para que a Universidade possa fazer parte da solução deste grave problema.
REITORIA DA UEL PRORROGA SUSPENSÃO DE ATIVIDADES PRESENCIAIS ATÉ 31 DE MAIO
© 2020 - ASSUEL - Todos os direitos reservados Website? Fale Conosco - Londrina S/A